05/09/14

Informativo da UENF

Campos dos Goytacazes (RJ), sexta, 05 de setembro de 2014 – Nº 3.264

Guia do Estudante confere estrelas a dez cursos da UENF

DSC03462

UENF: novas avaliações positivas

Dez dos 16 cursos de graduação presenciais da UENF receberam quatro ou três estrelas na avaliação de cursos superiores realizada pelo Guia do Estudante (GE) e constarão da publicação GE Profissões Vestibular 2015, que poderá ser adquirida nas bancas a partir de 10/10/14. 

Cinco cursos receberam quatro estrelas, o que equivale ao conceito “muito bom”: Agronomia, Ciências Biológicas, Engenharia de Petróleo, Medicina Veterinária  e Pedagogia. Outros cinco cursos foram agraciados com três estrelas, o que, na avaliação do Guia do Estudante, equivale ao conceito “bom” — Ciências Sociais, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Engenharia Metalúrgica e Zootecnia.

A avaliação do Guia do Estudante é feita todos os anos por uma equipe formada por professores, coordenadores de cursos, diretores de departamento e avaliadores do Ministério da Educação (MEC). São utilizados os seguintes critérios: titulação do corpo docente; aspectos didáticos e pedagógicos;  atuação dos professores na prática docente do curso e fora da Instituição; atuação do docente em projetos de pesquisa e extensão; entre outros parâmetros.

Estatístico esclarece mudanças na divulgação de pesquisas eleitorais

estatistico

Paulo Sérgio Belchior Mesquita

Em períodos pré-eleitorais, tem sido cada vez mais comum a divulgação, quase semanal, de pesquisas de intenção de votos para apontar os candidatos que detêm a preferência do eleitorado brasileiro. E, justamente por conta dessa situação, o pleito deste ano conta com medidas que aumentam a credibilidade das pesquisas, sejam elas feitas por institutos ou por empresas que contratam esse tipo de sondagem. Trata-se da Resolução 23.400 — através de instrução federal nº 952-19.2013.6.00.0000 —, que passou a vigorar em 1º de janeiro de 2014, publicada em Diário Oficial pelo Tribunal Superior Eleitoral. De acordo com o técnico de nível superior em Estatística do Laboratório de Estudo da Sociedade Civil e do Estado (LESCE-CCH) da UENF, Paulo Sérgio Belchior Mesquita, a resolução permite que a sociedade tenha condições de acompanhar a metodologia utilizada nas pesquisas.

— A pesquisa eleitoral é um instrumento utilizado para obter a intenção de votos e tentar mapear a realidade social e política de uma região.  Sempre que assistimos à divulgação do resultado de uma pesquisa, ficamos na dúvida se devemos ou não confiar no resultado. — afirma.

Para ele, a realização de uma boa pesquisa eleitoral é quase uma arte, devido a inúmeras dificuldades. Ele observa que toda pesquisa eleitoral deve ser assinada por um estatístico com registro no respectivo conselho.

— Na divulgação dos resultados, devem ser obrigatoriamente informados: o período de realização da coleta de dados, a margem de erro, o nível de confiança, o número de entrevistas, o nome da entidade ou empresa que a realizou e, se for o caso, de quem a contratou e o número de registro da pesquisa no tribunal eleitoral — diz.

Segundo Paulo Sérgio, com a obrigatoriedade da divulgação do nível de confiança — o qual informa a probabilidade de que o intervalo de confiança contenha o verdadeiro percentual de votos que seriam destinados a um determinado candidato — é possível chegar a um quadro quase fiel à preferência do eleitor.

— Por exemplo, se numa prévia eleitoral o candidato ‘A’ obtiver 35% das intenções de votos, com margem de erro de 3%, e se a pesquisa for realizada com um nível de confiança de 95%, significa dizer que, se realizássemos esta pesquisa cem vezes com o mesmo número de entrevistados, em 95% delas espera-se que o percentual de votos do candidato ‘A’ esteja contido no intervalo de confiança (32% a 38%) — explica.

Paulo Mesquita ressalta ainda que, pela legislação atual, qualquer empresa — e não necessariamente institutos especializados — pode fazer pesquisas eleitorais, desde que estas sejam realizadas com a participação de um estatístico.

Confira a Resolução

 Reitoria apresenta seus projetos de Extensão

O pró-reitor  de Extensão, Paulo Nagipe, abriu o seminário

O pró-reitor de Extensão, Paulo Nagipe, abriu o seminário

Fechando o ciclo de seminários propostos pela Câmara de Extensão da UENF, foi realizado na última quinta-feira, 04/09/14,na Casa Ecológica, o Seminário de Extensão da Reitoria. O seminário foi aberto pelo pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, Paulo Nagipe, que ressaltou a importância das atividades de extensão para a Universidade. No total, foram apresentados dez projetos de extensão em andamento, sendo o primeiro o projeto “Coral da UENF”. Para ilustrar o trabalho, que reúne servidores e alunos da UENF, além de membros da comunidade, o grupo cantou a música Prelúdio para ninar gente grande, de Luiz Vieira.

Em seguida, foram apresentados os projetos “Polo Regional Arte na Escola UENF”, “Pré-vestibular Social Teorema: Democratização do acesso ao ensino superior e ampliação da igualdade de oportunidades”, “Educação, saúde e cidadania: formação e atuação de agentes multiplicadores de informação na prevenção das doenças sexualmente transmissíveis e AIDS. Ano IV”, “Pré-Vest/UENF: uma iniciativa voluntária para a democratização do ensino superior”, “Inclusão Digital Comunitária: Gestão de 22 Telecentros e provedores comunitários em Campos dos Goytacazes, São João da Barra e Cardoso Moreira/RJ Ano 4”, “Revista de Extensão Universitária”, “Novos Horizontes para a arte em bagaço da cana-de-açúcar em Campos dos Goytacazes/RJ”, “Espaço da Ciência” e “Implantação da Educação a distância do Pré-vestibular Social Teorema”.

Minicurso aborda Euclides da Cunha

Cartaz_Euclides_NOVO_JPG

Euclides da Cunha é um dos consagrados intérpretes do Brasil

Estão abertas as inscrições para o minicurso “Euclides da Cunha: Glória e Tragédia”, que será realizado de 16 a 19/09/14, das 18h às 22h, na sala de multimídia do Centro de Ciências do Homem (CCH) da UENF. O curso será ministrado pelo professor Arno Vogel e pela mestre Regiane Ferreira. As inscrições podem ser feitas até 15/09 através do email minicursoeuclides@gmail.com, informando o nome completo, a ocupação, telefone e e-mail.

Segundo os organizadores, o objetivo do curso é “abrir ao público as portas magnas da interpretação do Brasil por intermédio das grandes obras de seu pensamento social, tomando como seu paradigma essencial e persistente Os Sertões: Campanha de Canudos e seu impacto sobre a posterioridade literária, antropolítica do país”. O curso é gratuito e é aberto à comunidade externa.

 

 

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Para solicitar os serviços de divulgação da ASCOM, clique aqui e preencha o formulário on-line.

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)

Diretoria de Informação e Comunicação (DIC) / Gerência de Comunicação (ASCOM)
Av. Alberto Lamego, 2.000 – Parque Califórnia – Campos (RJ)
Telefones: Ascom: (22) 2739-7119 /9 8841-2139
Reitoria: (22) 2739-7003
Disque-Uenf: 0800 025 2004 (ligação gratuita)
Jornalistas: Gustavo Smiderle e Fulvia D’Alessandri