Processo e aparelho de separação e purificação da casca de frutas para obtençãoda farinha da cascae de pectina

 

INVENTORES

 Eder Dutra de Resende, Prof. D. Sc. Visitar Currículo Lattes

Laboratório de Tecnologia de Alimentos (LTA – CCTA – UENF)

CONTATO
E-mail patentes@uenf.br || Telefone (22) 2739 7331

DESCRIÇÃO GERAL

Consiste no processo, bem como no aparelho de separação e purificação de casca de frutas, sobretudo do maracujá, visando obter uma farinha enriquecida em fibras e pectina e com melhores características organolépticas passível de ser usada na alimentação humana e animal, assim como, apresenta possibilidade de uso industrial no que diz respeito a separação da pectina.

As vantagens desta tecnologia são o reaproveitamento de resíduos de frutas, representados pela casca e, a obtenção de uma farinha com características mais atrativas ao consumidor, tendo em vista que as farinhas disponíveis no mercado costumam apresentar coloração escura e odor desagradável, devido a presença de compostos tóxicos presentes na casca não eliminados durante o processo de fabricação por ausência ou ineficácia de uma etapa de purificação.

OBJETIVOS
(1) Obtenção de farinha enriquecida com fibras e pectina; (2) Separação da pectina para uso industrial.

PÚBLICO-ALVO

Indústria Alimentícia.


AGIUENF
Diretoria da Agência de Inovação
UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
Av. Alberto Lamego, 2000 - Parque Califórnia
Campos dos Goytacazes - RJ
CEP: 28013-602