Professor da UENF entre os melhores do mundo

Reitor da UENF de 2003 a 2007, o professor Raimundo Braz Filho faz parte do grupo dos 100 mil cientistas mais influentes do mundo. O ranking foi elaborado por uma equipe da Universidade de Stanford (EUA), liderada por John Ioannidis e intitulada “Updated science-wide author databases of standardized citation indicators”. Seiscentos cientistas brasileiros integram o ranking.

Professor Raimundo Braz Filho

O estudo foi publicado no Journal Plos Biology, em 16/10/20. Para o estudo foram usadas as citações da base de dados Scopus, que
atualiza a posição dos cientistas em dois rankings: os impactos do pesquisador ao longo da carreira e ao longo de um único ano — neste caso, o ano de 2019.

Professor emérito da UENF, Raimundo Braz Filho é membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC). Ele é formado em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e doutor em Química Orgânica pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Para Braz, o fato revela a dedicação dispensada às atividades acadêmicas e científicas ao longo de sua trajetória profissional, desenvolvida em tempo integral e Dedicação Exclusiva (DE). Ele iniciou as atividades acadêmicas na Universidade Federal do Ceará (UFC), transferindo-se mais tarde para a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Em agosto de 1994, o professor Braz ingressou como professor da UENF, atuando no Laboratório de Ciências Químicas (LCQUI) até abril de 2007, quando, ao completar 70 anos, ocorreu a sua aposentadoria compulsória.

“Além da satisfação pessoal, este evento reafirma a importância da UENF que, como toda universidade pública brasileira, assumiu papel fundamental na realização de pesquisa científica no País, como previra Darcy Ribeiro desde a inauguração da UnB-Brasília-DF, onde iniciei a pós-graduação em 1965”, disse.


Fechar Menu