Laboratório de referência regional para diagnóstico da COVID-19 começa a funcionar em Campos

O laboratório implantado no Hospital Geral de Guarus (HGG), através de uma parceria entre a Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) e a Prefeitura de Campos dos Goytacazes, começou esta semana a receber amostras para auxiliar na detecção do novo coronavírus. Com uma previsão de realizar mais de 100 testes diários, o funcionamento do laboratório vai reduzir o número de exames enviados para serem processados pelo LACEN, no Rio de Janeiro, concentrando os diagnósticos da COVID-19 na região Norte/ Noroeste do Estado do Rio.

 O laboratório do HGG, que já era credenciado para fazer exames de HIV, vai realizar o diagnóstico através da técnica RT-PCR, utilizada para detecção de diversos vírus, inclusive o coronavírus. Para iniciar as atividades, foi necessária uma adequação em sua estrutura física, nos equipamentos e treinamento da equipe.

Para o reitor da UENF, Raul Palácio, a parceria com a Prefeitura de Campos é mais uma ação positiva entre as instituições. “A participação da UENF no processo de implantação acontece por meio do que a universidade tem de mais importante: sua mão de obra altamente qualificada, com professores, técnicos e alunos da graduação e pós-graduação. A partir da iniciativa de um grupo de professores, técnicos e alunos, todos voluntários, procuramos a Prefeitura e apresentamos o projeto de parceria a fim de possibilitar o credenciamento do laboratório existente no HGG para o diagnóstico do novo coronavírus. Foi uma ação integrada que demandou um grande esforço das duas partes e que agora reflete em um grande benefício para a sociedade. Trata-se de uma construção coletiva da comunidade acadêmica da UENF, que hoje, representada pelo reitor, pode demonstrar que universidade pública está sempre ao lado da sociedade”, afirmou.

Segundo o reitor, a ação é muito importante, pois possibilita ao estado estabelecer políticas públicas importantes no combate ao coronavírus e auxilia na obtenção de dados reais sobre o desenvolvimento da doença em seu território, permitindo estabelecer um controle adequado no avanço da doença.

Instalações do laboratório do HGG

Para o prefeito de Campos, Rafael Diniz, em um momento como esse, de grande dificuldade, o que faz a diferença é a união de forças para combater o coronavírus. “Através da parceria com a UENF, o laboratório do HGG passa ser referência regional, não apenas para Campos, mas também para toda nossa região. Até hoje todos os exames realizados em Campos eram enviados para o Laboratório Central (LACEN), no Rio de Janeiro, e a entrega dos resultados levava até 15 dias. Com o laboratório do HGG em funcionamento, podemos fazer até 100 análises por dia e entregar o resultado em até 24 horas”, disse o prefeito.

A ação mostra a importância das parcerias entre instituições públicas e, principalmente, o papel da universidade pública nesse momento de pandemia, mostrando uma grande responsabilidade com o bem-estar da sociedade.

Fechar Menu